Espiritismo

O que é o Espiritismo?

O Espiritismo é a ciência que trata da origem, natureza e destino dos espíritos e sua relação com o mundo material. Revelado pelos espíritos, tem origem transcendente e divina.

Os conceitos e ensinamentos filosóficos decorrentes dos fatos científicos das manifestações de além-túmulo têm consequências morais, levando a criatura a uma religiosidade íntima e exterior. Tais proposições ético-comportamentais e conceitos filosófico-morais, condiciona a criatura ao entendimento de onde vem, para onde vai, porque se encontra na Terra e qual as razões da dor e do sofrimento.

Equacionadas e resolvidas às questões capitais, a consolação refrigera a alma e aponta o rumo da felicidade.

O Consolador Prometido

Jesus Cristo - Santo Sudário

Jesus, o divino poeta do amor e do bem, em o evangelho de João, capítulo 14, versículos 15 a 17 e 26 diz:

“Se me amais, guardai os meus mandamentos; e eu rogarei a meu Pai e ele vos enviará outro consolador, o paráclito para que fique convosco eternamente. O Espírito de Verdade, que o mundo não pode receber, porque o não vê e absolutamente o não conhece. Mas quanto a vós conhecê-lo-eis, porque ficará convosco e estará em vós. Porém, o Consolador, que é o Santo Espírito, que meu Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará recordar tudo o que vos tenho dito”.

O Espiritismo, como a terceira revelação de Deus à Humanidade, vem concluir a tarefa iniciada com Moisés e elaborada por Jesus.

Diversos conceitos que não poderiam ser apresentados então, o foram dezoito séculos depois, relembrando todo o edifício cristão esquecido ou deturpado pelos interesses humanos.

Hippollyte Léon Denizard Rivail (Allan Kardec)

Allan Kardec

Nasceu no dia 3 de outubro de 1804 na cidade de Lyon, França às 19 horas, filho de Jean Baptiste Antoine Rivail e Jeanne Duhamel.

No ano de 1814 foi matriculado na escola de João Henrique Pestalozzi, na cidade de Yverdum, Suíça. Pestalozzi é considerado o pai da pedagogia moderna, influenciado pelas ideias de Jean Jacques Rousseau, filósofo e escritor suíço.

Em 1823 o jovem Rivail então com 18 anos já residia em Paris, onde começou seu trabalho como pedagogo, escritor, tradutor e livre pensador.

Logo, suas produções pedagógicas sobressaíram-se e seu nome foi conhecido em todo o país.

Associou-se à Sociedade de Magnetismo de Paris, onde se estudavam as teorias e máximas sobre o magnetismo animal ou mesmerismo, de Franz Anton Mesmer, médico austríaco.

Casou em 1831 com a professora Amélie Gabriele Boudet, miniaturista e pintora.

A partir de 1854 começou a ouvir sobre os fenômenos das mesas girantes, às quais, em 1855 presenciou atenciosamente.

Breve histórico do Espiritismo

No ano de 1848, dia 31 de março, precisamente, na cidade de Hydesville, no condado de Wayne, estado de Nova York, EUA, na casa da família FOX ouviu-se batidas e sons vindos da essência mesma dos móveis e paredes. A certa altura, uma das filhas do casal pediu, inadvertidamente, que os sons seguissem o ritmo que ela imprimia a algumas batidas com a mão ao móvel, ao que se seguiu o mesmo ritmo e número.

Logo, logo, estabeleceram um código, com o qual, as batidas responderam a inúmeras perguntas que lhe foram feitas pelas mais de trezentas pessoas da vizinhança que foram chamadas para testemunhar o fato.

A partir daí, aonde as meninas Fox iam, os fenômenos as acompanhavam. As comunicações de além-túmulo, portanto, deram início por iniciativa exclusiva dos próprios espíritos, foram eles quem evocaram os homens.
As Irmãs Fox

Verificou-se que a peculiaridade perceptiva ou sensorial das filhas do casal americano, outras pessoas também possuíam e, com isso, alastrou-se como que epidemicamente pela América do Norte nos saraus onde as pessoas reuniam-se, desde a aristocracia até a plebe, para conversar com os “mortos” ou as almas dos homens que haviam vivido na terra, denominados aqueles fenômenos como a dança das mesas.

No início da década de 50 do século XIX, os fenômenos foram exportados para o velho mundo.

Havia em Paris, um eminente pedagogo e poliglota, escritor e estudioso do magnetismo de Franz Anton Mesmer, de nome HIPPOLYTE LÉON DENIZARD RIVAIL, nascido a 03/10/1804 e que desde jovem, saído da escola do pai da pedagogia moderna na Suíça, J. H. Pestalozzi fez parte do cenário cultural e intelectual Francês, influenciando no estudo da língua e nas técnicas de ensino.

Mesas Girantes

Como os fenômenos das mesas fossem uma praga, alguns de seus amigos disseram-lhe, em fins de 1854, que não só movimentavam-se os objetos, mas estes respondiam a questões inteligentes. O professor Rivail, bom senso puro, disse não poder acreditar, porque os móveis não tinham cérebro para raciocinar, o movimento, até poderia aceitar, por estar na ordem do magnetismo e da física, contudo não poderia admitir as respostas intelectuais.

Em meados de 1855 seus amigos instaram de tal forma que presenciasse uma das sessões semanais que não pôde furtar-se, indo participar de uma em maio desse mesmo ano.

Durante a sessão, o pedagogo francês verificou que, por trás de todo o excepcional que a mística humana cria, havia algo maior, superior e com finalidades progressistas.

Livro dos Espíritos

A partir daí o professor Rivail tornou-se assíduo participante, colhendo anotações e catalogando as perguntas e respostas obtidas, de tal forma que seguissem uma ordem de ideias e uma sucessão de conclusões progressivas.

No ano de 1856, mês de junho, o professor obteve uma comunicação particular – aqui se havia aperfeiçoado o método das comunicações para serem mais rápidas e objetivas – de um espírito que dizia ter vivido com ele vários séculos atrás, ali mesmo nas antigas Gálias, sendo eles druidas. Na ocasião o nome que utilizava era Allan Kardec.

Assim, no ano de 1857, dia 18 de abril, às 10h apareceu na livraria DENTU, no Palácio Real, um livro chamado O Livro dos Espíritos, assinado por um desconhecido Allan Kardec. O prof. Rivail utilizou o pseudônimo para não influenciar a aceitação do conteúdo pelo autor que o consignava.

Assim iniciou-se o Espiritismo, palavra nova criada pelo codificador Allan Kardec para designar a nova ordem de ideias.

A influência do Espiritismo sobre a sociedade é passiva, apresentando uma proposta sadia e otimista de viver e agir.

A Doutrina Espírita está estabelecida sobre os princípios básicos:

  • Na Existência de Deus
  • Na Imortalidade da Alma
  • Na Pluralidade dos Mundos Habitados
  • Na Reencarnação
  • Na Comunicabilidade dos Espíritos.

 

Livros Básicos do Espiritismo

 

O LIVRO DOS ESPÍRITOS

 

Allan Kardec
Allan Kardec
Editado em abril de 1857, contém a filosofia espírita, com 1019 perguntas formuladas por Allan Kardec aos nobres espíritos desencarnados, como São Luiz, São Vicente de Paulo, Erasto, o Espírito da Verdade entre outros. As respostas obtidas sobre assuntos dos mais variados, quais sejam: afeições que certos espíritos votam a algumas pessoas (484); encarnação em diferentes mundos (172); direito de propriedade, roubo (880); que é Deus?(1)… É fundamental o conhecimento desta obra a todos os que queiram aprofundar-se no estudo do ESPIRITISMO.

 

 

O LIVRO DOS MÉDIUNS


Allan Kardec
Allan Kardec
Esta obra, lançada em janeiro de 1861, trata da ciência Espírita, a parte prática da doutrina, o contato com o mundo invisível, subjetivo, imaterial. É um tratado da fenomenologia mediúnica com sérias advertências e estudos acerca do intercâmbio com os “mortos”. Ninguém que queira exercer a mediunidade pode eximir-se de conhecer tal livro, sob pena de mal direcionar suas possibilidades mediúnicas ou paranormais. Aborda a formação de médiuns; a obsessão; o laboratório do mundo invisível; as aparições; das sociedades espíritas…

 

 

O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO

 

Allan Kardec
Allan Kardec
Lançado em abril de 1864, estuda as máximas de Jesus, em todos os seus temas, desdobrado por inúmeras mensagens espirituais comentando a excelência do pensamento, da vida e dos atos do Filho de Deus. O ensino moral, enfocado especialmente, consola e faculta paz a quantos lhe compulsam as páginas iluminadas. As bem-aventuranças, as parábolas, as promessas e as revelações, todas são comentadas à luz da Revelação Espírita. Acende nova luz na religiosidade dos corações ansiosos por identificar-se com o Mestre e vivê-lo diariamente.

 

 

O CÉU E O INFERNO

 

Allan Kardec

(A Justiça de Deus Segundo o Espiritismo)
Datado o seu lançamento de Agosto de 1865, realiza o exame comparado das doutrinas sobre a passagem da vida corporal para a vida espiritual, as penalidades e recompensas futuras, os anjos e demônios, as penas, etc… O céu, o inferno, o purgatório, são estudados racionalmente, levando a conclusões claras e precisas da justiça de Deus. Contém ainda, em sua segunda parte, uma coletânea de mensagens de além-túmulo, exemplificando as diversas categorias de espíritos e seus estados após a morte física. Merece acurada leitura, senão estudo, com o objetivo de aclarar inúmeras questões seculares acerca de assuntos tão controvertidos como os demônios e o inferno.

 

 

A GÊNESE – Os Milagres e as Predições

 

Allan Kardec
Publicado em janeiro de 1868, compreende um estudo profundo da GÊNESE, dos “milagres” e das “predições”, sob a luz do conhecimento espírita e as leis que revela. Aborda temas como: os seis dias; sucessão dos mundos; cataclismos futuros; raça adâmica; perda do paraíso; etc. Dos milagres trata: A filha de Jairo; o Cego de nascença; a Estrela dos Magos; o Beijo de Judas; transfigurações… Os que desejem esclarecer-se devem dedicar-se à sua leitura, buscando a clareza das conclusões do codificador sob a orientação dos nobres espíritos do bem.